O curso tem como objetivos:

Oferecer instrumentos para o trabalho com os recursos da fenomenologia, não apenas para leituras e práticas nosológicas em Saúde Mental, mas também para o desenvolvimento da escuta da experiência vivida pelas pessoas em sofrimento, a partir do fundamento de que não existem limites para a compreensibilidade dos fenômenos humanos.

Proporcionar recursos de intervenção em relação aos principais tipos de transtornos/sofrimentos mentais e situações de crises psicológicas agudas. Habilitar os profissionais a oferecer condições para que a pessoa se torne capaz de expressar o seu sofrimento por vias que não lhe causem danos, abandonando suas atuações de auto e heteroagressividade; habilitar os profissionais a oferecer intervenções humanizadas em substituição às contenções físicas e/ou medicamentos.

Proporcionar condições para que os alunos possam adquirir/atualizar conhecimentos sobre noções fundamentais de psicofarmacologia.

Oferecer a médicos psiquiatras e generalistas, psicólogos, gestores em saúde mental, enfermeiros, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais e a outros profissionais que trabalham no atendimento a pessoas em situação de sofrimento mental, oportunidade para atualização e aprofundamento da sua formação/capacitação a partir de uma fundamentação humanista, fenomenológico e existencial.

Contribuir para a construção de uma abordagem crítico/reflexiva sobre a Saúde Mental, que contemple o estudo e a compreensão dos referenciais e determinantes históricos de natureza familiar, cultural, social, econômico e político no processo de constituição do sofrimento mental.

Contribuir para uma prática profissional em Saúde Mental pautada no resgate da dignidade da pessoa em situação de sofrimento mental, no respeito e na valorização do ser humano, na escuta e na compreensão da alteridade.

Contribuir para um trabalho em Saúde Mental que fomente a interdisciplinaridade, a intersetorialidade e o trabalho em equipe.

Contribuir para o aprendizado da escrita científica e pesquisa qualitativa na área da Saúde Mental.

Habilitar os profissionais para uma atenção e capacidade de atendimento ao entorno da pessoa em situação de sofrimento mental: sua família, amigos, trabalho, etc.

Oferecer uma abordagem e metodologia de ensino que, além da atenção à formação teórica, abram espaço para a reflexão sobre a prática profissional dos alunos e para a escuta e intercambialidade das ressonâncias do seu trabalho em sua subjetividade e em sua vida, oferecendo-lhes atenção e cuidado para um desempenho seguro e competente junto às pessoas em situação de sofrimento mental. Cuidar de quem cuida.

Ampliar a contribuição das abordagens Humanistas, Fenomenológicas e Existenciais para o âmbito da Saúde Mental e Clínica da Urgência, através da formação de profissionais capacitados a lidar de forma humanizada e com fundamentação em uma concepção fenomenológica/existencial do sofrimento mental.

Clique aqui para obter maiores informações